quinta-feira, 18 de outubro de 2007

(...)
Por isso espero a morte sem terror,
sem temer o castigo.
Porque há-de recear-se a paz, o amor?
Receia-se o inimigo.


Fernanda de Castro

2 comentários:

Ana Paula disse...

Mais um trabalho seu muito interessante. Constitui uma bela homenagem.

metalera disse...

muito bom msm esse verso eu estava atoa procurando versos na internet e encontrei minha inspiraçao quando li esse verso de fernanda de castro adorei gostaria de parabenizar a autora